Slider Home

DSC_1186SÃO PAULO

Na manhã desta quarta-feira, 8 de abril, cerca de 6 mil taxistas se concentraram na Praça Charles Miller, em São Paulo, para protestarem contra os carros particulares que prestam serviços clandestinos de táxi com o apoio de aplicativos de carona remunerada, principalmente o UBER. A manifestação, organizada pela Associação Brasileira das Associações e Cooperativas de Motoristas de Táxi (ABRACOMTAXI), também aconteceu simultaneamente em outras cinco capitais brasileiras: Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba e Salvador.

Na capital paulista, os organizadores se preocuparam em minimizar os efeitos da manifestação no já caótico trânsito da cidade. Ao mesmo tempo, houve um planejamento para que não faltassem táxis nas ruas para atender a população. “Sem dúvida foi um momento histórico para os taxistas. Conseguimos provar que, além de nossa categoria ser unida, não continuaremos aceitando a clandestinidade e a ilegalidade. Queremos que se cumpra a lei, que o poder público tome todas as medidas necessárias para acabar com os táxis clandestinos e que o aplicativo UBER seja retirado das lojas on-line Apple Store e Google Play Store, como já aconteceu em outros países”, afirmou Edmilson Americano, presidente da ABRACOMTAXI.

Os primeiros taxistas começaram a chegar à Praça Charles Miller, no Pacaembu, por volta das 8 horas. Às 9h30, mais de 200 carros vieram em comboio do Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos. Uma hora mais tarde, o local já estava tomado por taxistas não apenas da capital, mas também de cidades da Grande São Paulo e até mesmo do interior do estado. Segundo estimativas da ABRACOMTAXI, aproximadamente seis mil taxistas em quatro mil veículos compareceram na manifestação.

DSC_1215

Um pouco antes das 12h, os taxistas saíram em comboio do Pacaembu em direção à Câmara Municipal de São Paulo. Acompanhados pela Polícia Militar e por agentes da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), eles percorreram o trajeto formado pelas ruas Desembargador Paulo Passaláqua e Major Natanael, Avenida Doutor Arnaldo, Rua da Consolação, além dos viadutos 9 de Julho e Jacareí.

Na Câmara, representantes de associações, cooperativas e sindicatos de taxistas foram recebidos pela vereadora Edir Sales (PSD), vice-presidente da casa. Eles pediram à vereadora para que a prefeitura tome medidas efetivas a fim de que os aplicativos de carona remunerada sejam banidos e que os taxistas clandestinos sejam proibidos de prestar serviços à população. Em seguida, durante reunião da Comissão de Trânsito e Transportes da Câmara, os parlamentares se comprometeram a convocar uma audiência pública para discutir a questão. “Esta foi apenas a primeira manifestação. Mas muitas outras poderão ocorrer. Continuaremos lutando até que o problema seja resolvido”, concluiu Americano.

 

IMG-20150408-WA0022 CURITIBA

Anderson Barros, presidente da Rádio Táxi Curitiba.

“A manifestação em Curitiba superou nossas expectativas. Conseguimos reunir cerca de 500 táxis ao lado do Museu Oscar Niemeyer, sendo 89 carros provenientes de São José dos Pinhais. Às 10h15, saímos em carreata e passamos pela sede do Governo, Prefeitura, algumas ruas do centro e pela Câmara, terminando o percurso em frente à URBS, empresa responsável pela operação e fiscalização do transporte público municipal. A entidade se comprometeu em nos receber até a próxima quarta-feia, para discutir estratégias de fiscalização e combate ao transporte clandestino. Parabenizo a ABRACOMTAXI pela organização nacional do movimento, que foi um sucesso”.

 

IMG-20150408-WA0032Salvador

Vicente Barreto, presidente da Coometas.

“Em Salvador, reuniram-se em frente ao sindicato quase 100 taxistas. Como estava chovendo, combinamos com as autoridades que não sairíamos em carreata para não piorar ainda mais o trânsito. A mídia, tanto a impressa, a televisiva e a de rádio, nos apoiou com matérias e inserções. Além disso, o secretário de Transportes de Salvador se prontificou em nos receber na semana que vem para ouvir as reivindicações da ABRACOMTAXI. Como delegado regional da entidade na Bahia, protocolei nos Ministérios Público Federal e Estadual no dia 7 de abril processos solicitando aos dois órgãos para que se tomem providências contra o aplicativo Uber. Em conversa com a delegada Patrícia Nuno, a mesma está intermediando um convênio entre a Secretaria de Transporte de Salvador e a Secretaria de Segurança Pública da Bahia por meio do qual os dois órgãos combaterão o transporte clandestino na cidade. Nacionalmente, o movimento foi um sucesso. Conseguimos alcançar nossos objetivos”.

IMG-20150408-WA0086Brasília

Leopoldo Rodrigues Ferreira, presidente da Coobras.

“Aqui em Brasília a manifestação foi um sucesso. Cerca de 250 táxis saíram em carreata do Estádio Nacional de Brasília percorrendo as principais vias da cidade. Passamos à sede do Governo do Estado, à Assembleia Legislativa, à Explanada dos Ministérios, até chegarmos ao Ministério dos Transportes. Lá, fomos recebidos pelo secretário de Transportes, para quem entregamos um ofício elaborado pela ABRACOMTAXI, explicando todos os problemas pelos quais a categoria está passando. A força e a dimensão que o movimento ganhou nacionalmente, certamente merecerá, de agora em diante, mais atenção por parte do poder público”.

 

 

 

IMG-20150409-WA0019Rio de Janeiro

José Marcos Bezerra, presidente da Novo Rio Coop.

“O movimento no Rio de Janeiro foi extremamente positivo. Conseguimos reunir mais de mil taxistas em cerca de 500 veículos. Saímos em carreata do aeroporto até a Prefeitura, onde fomos recebidos pelo Secretário Municipal de Transportes. Ele inclusive se comprometeu a elaborar informativos aconselhando a população a não utilizar esses veículos de transporte clandestino, como os carros particulares que operam com o aplicativo UBER. Da mesma forma, o Secretário prometeu banir o aplicativo das lojas on-line e notificar toda a rede hoteleira da cidade para que essas empresas não incentivem seus clientes a utilizarem o transporte clandestino. Agradeço toda a cobertura e o apoio da imprensa, além do excelente trabalho da Polícia Militar e da Guarda Municipal”.

 

Acessar galeria de fotos

10 de abril de 2015
20150408_104245

Manifestações contra o transporte clandestino aconteceram pelo Brasil

SÃO PAULO Na manhã desta quarta-feira, 8 de abril, cerca de 6 mil taxistas se concentraram na Praça Charles Miller, em São Paulo, para protestarem contra […]
8 de abril de 2015
Arte Pacaembu

Em defesa da categoria, taxistas convocam para manifestação em 08/04

  No próximo dia 8 de abril, às 10h, taxistas de todo o País realizarão uma grande manifestação contra os carros particulares que prestam serviços clandestinos […]
1 de abril de 2015
Foto Americano Entrevista

Abracomtaxi declara “guerra” aos táxis clandestinos, confira entrevista.

Abracomtaxi declara “guerra” aos táxis clandestinos. Confira entrevista com o presidente da entidade, Edmilson Americano:   Os taxistas têm se queixado dos carros particulares que prestam […]
2 de março de 2015
REVISTA-TAXI-ALVARÁ

Anúncio de cancelamento de alvarás dos táxis, mobiliza toda categoria

Anúncio de cancelamento dos alvarás dos táxis paulistanos e exigência para que Prefeitura realize licitação pública mobiliza categoria Uma ordem do Tribunal de Justiça de São […]